sexta-feira, junho 15, 2007

Abram as cortinas!!!!!!!!!


Esses dias estive no teatro, aproveitando meus poucos momentos de relax, com a cabeça fresca e sem me preocupar em demasia com questões que sei que possivelmente nunca poderei solucionar. Nem preciso explicar que só estive lá porque a entrada era franca e o teatro era próximo à minha casa. Além do mais, era teatro infantil e eu era o único adulto sem estar com uma criança a tiracolo. De qualquer forma, foi uma experiência magnífica. Aproveitando a oportunidade, quem morar em uma cidade que tenha o Sesi procure se informar se a unidade mais próxima a você também está participando desse projeto, pois o saber não ocupa espaço e as peças a que assisti podem ser assistidas por pessoas das mais diversas faixas etárias.

Sou leigo no assunto, mas já ouvi pessoas falando sobre a magia do teatro e sobre os deuses que habitam os palcos e se apossam desses grandes profissionais no momento em que eles adentram esse local de enlouquecedora magia e porque não dizer, certos mistérios não explicáveis a olhos humanos e utilitaristas que não vem função alguma na arte, seja ela qual for. A não ser que nos refiramos a músicas de cunho comercial, leia-se Companhia do Calypso e os Armandinhos espalhados mundo afora. Mas aí a arte não está presente, somente o merchadising e a sanha por lucros dos nossos empresários musicais afoitos por levar cultura ao nosso povo, bem ao estilo Teatro de Arena, com seus marcantes espetáculos Eles não usam Black-Tie e Chapetuba F.C. Grandes Vianinha e Gianfrancesco Guarnieri, que falta vocês nos fazem.

Ótimas iniciativas essas como a do Sesi, que trazem até nós ótimas companhias de teatro espalhados país afora que encenam peças de autores desconhecidos mas bons interpretadores da mente humana. Seria excelente se propostas como essas fossem mais divugadas e mais e mais pessoas tivessem acesso aos nossos bens culturais tão desprestigiados atualmente mas que são parte integrante da natureza humana, ou ao menos assim deveria ser. As peças infantis as quais assisti não imbecilizam as crianças e despertam nelas o espírito crítico e uma visão mais apurada do mundo e de si mesmas.

Um país só se desenvolve em todos os sentidos investindo maciçamente em educação, tanto no nível superior quanto no fundamental. E a base de tudo isso é a criança, por mais que falar isso seja lugar-comum. É por isso que o ensino no Brasil se encontra cada dia mais degradado, pelo temor dos nossos governantes que as nossas futuras gerações, através da educação, se tornem mais cientes dos seus direitos e deveres e com essa preciosa ferramenta façam a revolução já tardia, e que se inicia nas pequenas coisas, na indignação, na surpresa, e principalmente na ação que nasce quando os horizontes se ampliam e deixamos de ter uma visão uníssona do que nos rodeia. Enfim, abram as cortinas que o espetáculo da vida se renova a cada segundo!





Um comentário:

denise disse...

Adoro teatrooooooooo
belo texto,
saudades de você